segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Morar sozinho.

E você que pensava que morar sozinho seria um domingão prolongado, tudo ía sair perfeito (afinal, você é um gato inteligente), e você teria longos descansos e cochilos, comendo bombons comprados na padaria da esquina...


Mas as semanas foram passando, e os probleminhas foram aparecendo, e...  o seu sossego acabou, levaram embora seu Spa, e ... onde foi parar o seu salário mesmo??
Seu cartão tá no vermelho e o mês ainda tá no meio? 



Sem querer te desestimular, mas.... morar sozinho não é essa coca-cola toda que parece ser! 
E para que o seu dinheiro não continue fugindo pela janela, hoje vamos falar de pequenas dicas que podem ajudar você na administração financeira da casa, e evitar ter que fazer uma lista de amigos a quem poderia pedir algum din din emprestado (!)  Afinal de contas, as contas são suas...

Em primeiro lugar, vamos listar as despesas básicas de uma casa. E se você AINDA não saiu da casa dos pais, não se separou, não deu seu grito de liberdade, é bom analisar bem o preço de morar sozinho.  Mas, se não tem outra opção, vale a pena economizar, se possível sem precisar baixar muito seu padrão de vida.  Vamos lá?

DESPESAS BÁSICAS:

* Aluguel / Condomínio
* Conta de Luz
* Conta de Água
* Conta de Internet / TV
* Telefone ou Celular
* Gás 
* Compras de Supermercado
* Feira
* Gasolina e Estacionamento (ou despesas de transporte)

DESPESAS ADICIONAIS:

* Reparos em casa (chuveiro queimado, encanamento entupido, etc)
* Aniversários em família (da sogra, por exemplo),
* Reparos no carro,
* Prestações, carnês, etc,
* Medicamentos eventuais, Consultas a médicos ou dentistas
* Outras despesas (lazer, cursos extras, etc)

Nada fácil, não é?



Agora algumas dicas para economizar. Em primeiro lugar, você não precisa "cortar" todos os pequenos prazeres de sua vida. Basta dar um jeitinho e economizar em algum gasto que pode ser evitado.

1 - Alimentação:

- Não desperdice nada! Mas, se por algum motivo sobrou comida, reinvente outro prato, transforme em algo totalmente diferente, e seu jantar está resolvido!
- Se você come fora todos os dias, opte por cozinhar em casa, ou fazer lanches, pratos rápidos. Comer fora implica em gastar, naõ só pela comida, mas pelo ambiente. Você paga pelo ambiente que frequenta, sabia?
- Não vá ao supermercado de estômago vazio. Você vai comprar muito mais do que precisa....
- Se a conta está no vermelho, não convide os amigos para alguma reunião. Ao contrário, convide-se para ir à mesma reunião ... em casa de um deles! (claro, invente uma boa desculpa, geladeira quebrada, dia difícil, blá blá blá....)
- Aceite todos os convites para festinhas de aniversário, casamentos, batizados, etc.  Você vai economizar um dia inteiro de refeição, e se os donos da festa derem mole, ainda vai poder trazer para casa um bom pratinho (para a sua avó, tia, ou seu cachorro querido, é claro!)

2 - Consumo:

- Banhos de Spa estão proibidos. Você pode economizar muito mais do que pensa, nas contas de água e energia elétrica, se entrar no chuveiro apenas para tomar um banho (sem celular, sem cantoria, sem dancinha, sem pensar nos problemas). Se frequenta alguma academia ou clube, um bom recurso de economia é tomar banho por lá!
- Vai passar roupa? Ligue o ferro e comece pelas roupas  mais importantes. Você não pode sair de casa como quem passou a noite lutando com um lobisomem, pode? Comece pelas roupas que usa fora de casa, como camisas e calças.  Para passar toalhas, meias, roupas de vestir em casa, desligue o ferro e passe apenas com o calor do ponto em que está.
- Gás: Ferveu a água? Desligue logo o fogão! Não vá fazer outra coisa, deixando  fogão ligado. Se o gás está no fim (e o dinheiro está no fim há muito tempo), esqueça assados demorados, pratos que exigem cozimento de horas. Opte por pratos mais rápidos, ou até mesmo lanches frios. Deixe os pratos demorados para quando puder trocar o gás.
- Material de Limpeza: Esqueça os comerciais. Analise quais produtos você realmente precisa ter em casa. Alguns produtos são até supérfluos quando não se precisa deles: tira-manchas mágico, sacos de lixo reforçados (use as sacolinhas do supermercado mesmo!), passe-bem (um simples borrifador de água vai resolver e umedecer a roupa para passar melhor), etc.

Vale lembrar, é importante pesquisar preços! Há uma diferença enorme de preços em qualquer produto ou serviço que você precise adquirir.
Se não pode ir pessoalmente a todos os supermercados e lojas, pesquise via internet. Mas não compre nada na primeira loja em que entrar. São pequenas economias, mas que ao final de um mês inteiro fazem uma grande diferença. Experimente!
Só não economize na qualidade dos produtos básicos. Economize no consumo, no desperdício, para que não precise abrir mão da qualidade nos produtos em que ela é importante, como alimentos, a ração dos seus gatinhos ou do seu cachorro, o presente para a sua sogra, etc.

Morar sozinho é isso, calcular diariamente os gastos e os custos de tudo, até que se forme o hábito de controlar suas finanças e levar uma vida sem perder noites de sono com os pesadelos das finançasa!











Um comentário:

MARIA REGINA DE OLIVEIRA GONÇALVES disse...

Parabéns Sol, muiiiito legal. Adorei a receita <3

Regina